aya stone


escritora e pseudojornalista


Sobre

Apaixonada por contos fantásticos desde os 5 anos, resolvi mergulhar numa jornada de escritora anônima aos 13 anos e, após os quinze, já completamente mergulhada no mundinho BTS, comecei a me aventurar escrevendo histórias taekook, o shipp romântico que uso como plano central de todas as minhas ficções.

Uma acadêmica de jornalismo que ama poesia, músicas antigas e cogumelos. Apaixonada por calças largas, brincos e batom vermelho.

"As cores tendem a ir embora. As paredes da sua casa de dentro perderam o ânimo e a esperança da cor. Ela fecha os olhos e vê uma criança; uma criança com o seu rosto, rabiscando todas as paredes, dando esperança para aquelas amigas de concreto que guardam a intimidade. Paredes que formam um lar. Toda parede fica mais bonita quando colorida de histórias", ZM.


detalhes

Nome: Aya
Pronomes: Ela/Dela
Orientação Sexual: Pansexual
MBTI: INFJ-A / INFJ-T
Signo: Escorpião

— BTS (Taehyung utted e only army – por ser o único grupo no qual acompanho todos os trabalhos, mas isso não significa que eu não goste/escute outros grupos/solistas), multis são muito bem-vindes no meu perfil, contanto que tenham respeito por todos os idols em geral!

Mais ouvidas: BTS (duh), músicas antigas, Indie e K-Hip Hop.

Pequenas porções de alegria: escrever, fazer pequenas edições no photoshop, tocar em uma câmera, ler os poemas do Zack Magiezi, comer morangos e cogumelos, pizza e sushi, assistir dramas (k-dramas, c-dramas e t-dramas), animes e donghuas, maratonar os filmes da Ghibli e mastigar realitys e documentários aleatórios da Netflix, ler novels danmei e me apaixonar pelo corpo e mente de pessoas e criaturas ficcionais.

Meus shipps preferidos: taekook, bingqiu & moshang, wangxian, hualian & quanyin, ranwan, evak & sobbe.

NÃO siga o meu perfil se você: apoia qualquer ato de preconceito e discriminação (como sexismo, machismo, racismo, lgbtfobia, apagamento queer, etc.), invalida pronome neutro, é bolsonarista, shitposter, radfem ou libfem, hater do BTS ou de qualquer artista da indústria K-Pop, only blink ou only stan, não lê fanfics LGBTQIA+ e invalida a pansexualidade.

No meu perfil é proibido fazer apologia, exaltação ou romantização de suicídio e automutilação, bullying ou qualquer ato de abuso/violência física ou mental e discursos de ódio.